Thursday, May 23, 2024

É oficial: novo aeroporto de Lisboa vai chamar-se Luís de Camões e ficará em Alcochete

Must read

Economia

O Governo vai ainda mandatar a Infraestruturas de Portugal para concluir os estudos para construir a terceira travessia sobre o Tejo (Eixo Chelas-Barreiro) e a ligação de alta velocidade entre Lisboa e Porto e Lisboa e Madrid.

Está decidido. Luís Montenegro anunciou esta terça-feira que o novo aeroporto de Lisboa vai localizar-se em Alcochete, terá o nome Luís de Camões e irá substituir integralmente o aeroporto Humberto Delgado.

O Governo vai ainda mandatar a Infraestruturas de Portugal para concluir os estudos para construir a terceira travessia sobre o Tejo (Eixo Chelas-Barreiro) e a ligação de alta velocidade entre Lisboa e Porto e Lisboa e Madrid.

Porquê Alcochete?

O novo Executivo seguiu a recomendação da Comissão Independente, que tinha eleito Alcochete como a melhor localização para o novo aeroporto.

“Alcochete garante margem de expansão física, acomodação da procura até praticamente o triplo da atual, salvaguarda a manutenção e até o crescimento do hub da TAP em Portugal, e fomenta a capacidade intermodal de todo o sistema de transportes”, justificou Luís Montenegro.

Para além destas vantagens, o Governo destaca ainda a proximidade ao centro de Lisboa e às principais vias rodoviárias e ferroviárias, em comparação com as restantes opções.

O Campo de Tiro de Alcochete localiza-se a 45 quilómetros de Lisboa, junto à reta do Infantado, entre Santo Estêvão, no concelho de Alcochete, e a Canha, na zona rural do concelho do Montijo.

Sobre o novo aeroporto Luís de Camões substituir integralmente o atual Humberto Delgado, o primeiro-ministro explica que é “a solução mais adequada aos interesses estratégicos do país”.

Recorda ainda que este é um projeto que se irá desenvolver em terrenos públicos e cuja sustentabilidade está assegurada, tendo até já tido uma declaração de impacto ambiental, que entretanto caducou.

“Estas decisões são apenas o resultado de 32 dias de trabalho governativo após a investidura no parlamento, um ritmo que vai continuar intenso”, afirmou Montenegro.

Quanto vai custar e quando estará pronto?

Estimando que o tráfego de passageiros em Lisboa possa ultrapassar os 100 milhões de pessoas, o novo aeroporto terá um modelo base assente em duas pistas – com 90/95 movimentos por hora – com capacidade de expansão até quatro pistas.

De acordo com as estimativas da Comissão Técnica Independente, no relatório publicado em março, a primeira pista deveria ficar pronta em 2030 e a segunda em 2031, com um total estimado de cerca de 6.105 milhões de euros. Mas o Governo está menos otimista que a CTI.

“2030 e 2031 temos de dizer aos portugueses com clareza que não é possível. Para nós, um prazo de 10 anos, 2034, será razoável”, afirmou o ministro das Infraestruturas e Habitação, Miguel Pinto Luz.

Quanto ao custo, o Governo estima que fique algures entre o valor apontado pela comissão e os oito a nove mil milhões estimados pela ANA Aeroportos.

Miguel Pinto Luz garantiu que é compromisso do Governo que os custos do novo aeroporto não afetem o Orçamento do Estado.

“Acreditamos que é possível pagar este investimento com os recursos libertados pela concessão, até ao fim da concessão.”

ANA disponível para avançar já com decisão do Governo

Em comunicado, a ANA Aeroportos anunciou estar disponível para começar a trabalhar “de imediato” na decisão do Governo de avançar com um aeroporto em Alcochete e de aumentar a capacidade da Portela até à entrada em funcionamento da nova infraestrutura.

“A ANA – Aeroportos de Portugal reitera o seu compromisso com o desenvolvimento do setor aeroportuário nacional em benefício do turismo e da economia e está inteiramente disponível para trabalhar, no imediato, nas soluções hoje apresentadas pelo Governo”, lê-se num comunicado enviado às redações.

Latest article