Wednesday, June 19, 2024

Criação de empresas: construção é o único setor a crescer

Must read

Nos primeiros 3 meses de 2024 foram criadas 14.351 novas empresas em Portugal, o que representa um recuo de 8,6% (menos 1.350 empresas) face ao primeiro trimestre de 2023. Quase todos os setores registaram um decréscimo neste indicador, à exceção do setor da construção, que cresceu 6,4%, com um total de 1.847 novas empresas, mais 111 que no período homólogo.

“O setor mantém uma tendência de crescimento há três anos, sendo este o quinto trimestre consecutivo em que regista um aumento na criação de empresas. Entre as diversas atividades do setor, destaca-se a ‘Construção e promoção de edifícios’, que neste trimestre tem mais 70 novas empresas”, revela o barómetro da Informa D&B.

Por outro lado, o setor das atividades imobiliárias sofreu uma quebra de 11,4%. Nos primeiros meses do ano foram criadas 1.261 empresas, menos 162 face ao período homólogo.

Na análise geográfica, a descida é transversal a quase todas as regiões de Portugal, também com uma única exceção. Neste caso, a Região Autónoma dos Açores foi a única registar mais constituições de empresas neste trimestre do que o período homologo (+11%; +20 constituições de empresas).

Insolvências crescem 7,9%

Segundo o estudo, 544 empresas iniciaram um processo de insolvência no primeiro trimestre de 2024, o que corresponde a um aumento de 7,9% (+40 processos de insolvência) face ao período homólogo.

Esta subida é maioritariamente suportada pelo aumento do número de insolvências no setor das Indústrias (+78%; +76 processos de insolvência), já que a maioria dos setores de atividade desceu neste indicador. Para além das Indústrias, Retalho e Tecnologias da informação e comunicação foram os únicos setores que viram crescer o número de insolvências.

Latest article