Sunday, May 19, 2024

Morreu o criador Manuel Alves da dupla Alves/Gonçalves. Tinha 72 anos

Must read

Morreu o criador português Manuel Alves, avança o Portugal Fashion ao PÚBLICO. O designer tinha 72 anos e morreu nesta terça-feira, 14 de Maio, na sequência de doença oncológica. Manuel Alves notabilizou-se na dupla Alves/Gonçalves, ao lado de José Manuel Gonçalves, seu companheiro na moda e na vida. Juntos eram carinhosamente conhecidos na moda portuguesa como os Manéis.

A dupla celebrava 40 anos de moda a dois em 2024. Estrearam-se em 1984 com uma loja no Bairro Alto e nas últimas décadas notabilizaram-se enquanto nomes fortes da moda nacional, não só através do desenvolvimento de colecções, que apresentavam no Portugal Fashion, mas também no desenvolvimento de figurinos ou fardamento e no ensino da moda.

É esse legado no ensino que o criador Miguel Vieira, amigo de Manuel Alves, destaca. “Foi professor de muitos alunos e há que o reconhecer nesse sentido: ajudou a formar muitos jovens para a moda portuguesa. É uma perda muito grande”, lamenta ao PÚBLICO. O designer questiona qual será o futuro da marca Alves/Gonçalves feita em dupla até agora. “Não sei o que fará o [José Manuel] Gonçalves, mas acredito que seja difícil conseguir continuar, porque estavam formatados para fazer tudo em dupla.”

Em 2001, numa entrevista ao PÚBLICO, Manuel Alves, que estudou gestão, contava como chegou à moda, quase por acidente, depois de um percurso no ensino. “Fui sempre um apaixonado por moda, e em determinada altura da minha vida tive oportunidade de conhecer muitas pessoas ligadas ao sector”, recordava, lembrando que os anos 70 foram um período de grande explosão da indústria a norte ─ era natural de Montalegre, em Vila Real.

Antes de se dedicar à moda de autor, teve lojas de roupa para homem no Porto, que duraram até 1983. Depois veio para Lisboa, à procura de abrir horizontes e inaugurou uma loja no Bairro Alto. “O Porto não era só limitado por não se poder ir além do que sistematicamente se oferecia: não havia público que apostasse noutro tipo de proposta. A inovação tinha limites, e a mim não me apetecia ter limites”, explicava.



Manuel Alves e José Manuel Gonçalves em 1999
Dulce Fernandes/Arquivo

Foi então que conheceu José Manuel Gonçalves, dez anos mais novo, e que se havia de juntar para começarem a desenvolver colecções também para o público feminino, no qual se especializaram nas últimas décadas, a par do ensino de design de moda na Faculdade de Arquitectura de Lisboa, até 2013.

Manuel Alves foi sempre crítico da forma como os portugueses olham para a moda e era frequente falar sobre a falta de valorização dos criadores nacionais. “Continua a haver um deslumbramento muito grande com as marcas estrangeiras”, queixava-se ao PÚBLICO em Junho do ano passado, argumentando que a moda de autor continua a ser procurada unicamente para ocasiões especiais. “A maioria das pessoas querem é a marca, não o vestido”, lamentava.



Desfile de Alves/Gonçalves em Outubro de 2021
José Coelho/LUSA

Latest article