Monday, May 27, 2024

André Ventura, que quer barrar Lula em Portugal, consolida avanço da direita no seu país

Must read

Foto: Reprodução.

Neste domingo, em Portugal, o partido Chega poderá aumentar significativamente sua representação no Parlamento, passando de 12 para 32 deputados, de um total de 230, nas eleições parlamentares.

Embora as pesquisas indiquem um cenário incerto, com uma disputa acirrada entre o Partido Socialista (PS), de esquerda, e o Partido Social Democrata (PSD), de centro-direita, duas forças políticas que historicamente se alternam no poder, o crescimento da direita tem sido uma tendência notável nestas eleições.

Em menos de três anos, o Chega ascendeu para se tornar a terceira maior força no Parlamento, partindo de uma eleição solitária em outubro de 2019, na qual André Ventura foi eleito como único deputado, para alcançar 12 deputados eleitos em janeiro de 2022. Agora, o partido de direita surge como um dos protagonistas nas eleições atuais.

As eleições antecipadas, por vezes, interrompem os ciclos políticos e têm proporcionado uma ampla abertura para o crescimento do Chega, que saiu fortalecido em todos os últimos pleitos. Com o apoio de aliados como o ex-presidente Jair Bolsonaro, do Brasil, e Marine Le Pen, da França, André Ventura, presidente do partido, ganhou destaque como uma voz proeminente da direita portuguesa, tornando-se uma figura de liderança também em toda a Europa.

Com informações do Conexão Política.

Latest article