Monday, June 17, 2024

Judite Sousa volta à TV com programa de entrevistas depois da polémica saída da CNN Portugal. Saiba quando

Must read

Depois da sua polémica saída da CNN Portugal, em junho de 2022, Judite Sousa está de regresso à TV. A jornalista, de 63 anos, vai conduzir um dos programas da noite do novo canal de notícias News NOW, o mais recente projeto do grupo Medialivre, que detém a CMTV, “Correio da Manhã”, “Record”, entre outros títulos, e que arranca no próximo dia 17 de junho. No entanto, Judite Sousa não o fará sozinha.

Em conjunto com Luís Paixão Martins, especialista em comunicação, a jornalista vai conduzir um programa semanal de entrevistas, que irá para o ar às 22 horas de todas as terças-feiras, segundo o jornal “Correio da Manhã”. “A jornalista Judite Sousa e o especialista em comunicação Luís Paixão Martins vão formar dupla no NOW, com um programa semanal de entrevistas. O formato vai para o ar às 22h00”, lê-se na publicação do Instagram do canal de notícias. 

A escolha do entrevistado pela dupla será feita com base na análise da semana, avançou também o “CM”. A título de exemplo, o diretor do NOW e diretor-geral editorial do grupo, Carlos Rodrigues, afirmou ao “Eco” que a ministra da Saúde, Ana Paula Martins, seria uma boa escolha para ser a entrevistada desta semana, já que apresentou esta quarta-feira, 29 de maio, o Plano de Emergência da Saúde. Assim, será então o maior protagonista da semana nos vários temas abordados, como a política, saúde ou economia, que será convidado pela dupla para uma conversa. 

Este será o regresso de Judite Sousa à televisão, quase dois anos após a saída da CNN Portugal. Na altura, em agosto, foi a própria jornalista que avançou, num comentário nas redes sociais, que tinha deixado o canal de notícias do grupo Media Capital, e que tinha denunciado o “contrato a recibos verdes há mês e meio”. Duarte Siopa, apresentador da CMTV e amigo da jornalista, também revelou na altura que Judite Sousa esteve “cinco meses sem contrato de trabalho” e que só “há dois meses” é que a ligação entre a jornalista e a empresa tinha sido formalizada. 

O apresentador da CMTV revelou ainda que Judite Sousa esteve a trabalhar como enviada especial na Ucrânia, no início do conflito armado, em março, “sem seguro de saúde”. “Eu soube, porque falava com a Judite na altura. Ela esteve doente e teve de chamar duas vezes uma equipa médica ao hospital. E mais: teve de andar a pedir dinheiro emprestado ao câmara porque não tinha dinheiro”. No entanto, na altura, Nuno Santos, diretor de informação da TVI e da CNN Portugal, esteve em direto no programa das manhãs “Dois às 10”, da TVI, para desmentir esse facto, dizendo que a jornalista foi “obviamente com um seguro”.

Nas suas revelações, Duarte Siopa ainda disse que a nomeação da jornalista para o cargo de coordenadora editorial não foi comunicada às equipas da CNN Portugal. “A Judite sente-se uma mulher que foi traída, que sofreu de bullying, uma mulher que não foi apoiada pela estação. Por estes motivos, Judite Sousa largou a CNN Portugal”, disse. À MAGG, Judite de Sousa confirmou todas as declarações do apresentador da CMTV. No entanto, novamente, Nuno Santos desmentiu. “A Judite escolheu a equipa com a qual quis trabalhar e nós, na direção, demos-lhe todo o apoio ao longo deste processo”.

Latest article