Thursday, May 23, 2024

“Arregou”: acionado na Justiça por fake news, Pablo Marçal pede que seguidores deixem de atacar o governo Lula

Must read

O bolsonarista Pablo Marçal gravou vídeo ao lado do influenciador fitness Renato Cariani, indiciado por tráfico equiparado, lavagem de dinheiro e associação para tráfico de drogas

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Após disseminar a informação falsa de que caminhões com donativos estavam sendo barrados a caminho do Rio Grande do Sul e de tentar constranger o governo Lula (PT) com um pedido de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para buscar doações arrecadadas em Portugal – viagem que não se justificaria economicamente -, o influenciador bolsonarista Pablo Marçal deu um passo atrás e pediu, em vídeo, que seus seguidores deixem de atacar a administração federal.

No vídeo, Marçal aparece ao lado do influenciador fitness Renato Cariani, indiciado pela Polícia Federal, em dezembro de 2023, por tráfico equiparado, lavagem de dinheiro e associação para tráfico de drogas. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O pedido de Marçal vem após a Advocacia-Geral da União (AGU) acionar a Justiça Federal com um pedido de resposta contra o ‘coach’ em razão de suas postagens com informações falsas sobre a atuação das Forças Armadas na prestação de auxílio à população gaúcha. Outra iniciativa do governo federal foi, por meio do ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta (PT), solicitar que a Polícia Federal investigue a disseminação de desinformação e fake news relacionadas à tragédia no Rio Grande do Sul. Marçal consta entre os citados como disseminadores de mentiras.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Latest article